sexta-feira, 15 de fevereiro de 2008

O cristão precisa ter sua biblioteca particular. O professor e líder muito mais.
O grande apóstolo Paulo tinha suas fontes de consulta, 2 Tm 4.13. Sempre houve muitos livros no mundo. Salomão no seu tempo já dizia: "Não há limite para fazer livros", Ec 12.12.
Não se trata de ter muitos livros, mas tê-los bons, sadios, abrangendo cultura secular e cultura Bíblica em geral. Livros há que só servem para alimentar o fogo, At 19.19. Aqui estão algumas boas fontes de consulta:
A Bíblia - Se possível, todas as versões em português e versões em outras línguas.
Dicionário de Português - E em outras línguas também, principalmente grego e hebraico se conhecer os idiomas, claro.
Dicionário Bíblico - Dicionário Bíblico On line: Dicionário Bíblico Online; Também sugiro o Dicionário Bíblico que se encontra AQUI NO BLOG para download
Gramática da Língua Portuguesa
Concordância Bíblica
Chave Bíblica
Comentários Bíblicos
Manuais de Doutrina
Atlas Bíblico - No portal http://www.biblemap.org/, temos uma excelente ferramenta.
Didática Aplicada - O tratado de Comenius, Didática Magna, pode ser baixado AQUI no Blog
Apontamentos individuais (caderno ou fichário) ou ainda em meio digital: Computador, CDs, DVDs, etc.


Observações sobre fontes de consulta:
• Os livros são bons, mas não substitutos da Bíblia.
• Há pessoas que após lerem determinado livro, passam a ser um mero eco ou reflexo dele. Devemos ser cautelosos nisso.
• Há divergência entre autores de livros, dado as diferentes escolas e correntes teológicas; mas na Bíblia não há divergência! Portanto Ela é sempre a autoridade suprema e principal; a pedra de toque.
• Devemos estudar a Bíblia não pela luz deste ou daquele teólogo, mas pela Luz do Espírito de Deus, sentindo sempre Seu toque, direção e prumo.
• Não devemos levar mais tempo com os livros do que com a Bíblia mesma.
• É notável que o Novo Testamento inicia com o vocábulo livro, Mt 1.1. Os que não gostam de livros como se situarão aqui?!

Fonte: Manual da Escola Dominical / CPAD
Autor: Antonio Gilberto, com alterações e sugestões de Márcio Melânia

0 comentários:

As 5 mais lidas

Me seguem no Google+

Jan Amos Komenský

Jan Amos Komenský
Comenius
  1. Jan Amos Komenský, foi um bispo protestante da Igreja Moraviana, educador, cientista e escritor checo. Como pedagogo, é considerado o fundador da didática moderna. Wikipédia